Inteligência para além do tradicional

Professor Thomas R. Hoerr. Foto: Arquivo pessoal

Por Ana Luiza Figueiredo

O professor Thomas R. Hoerr, diretor emérito da New School City e acadêmico da Universidade de Missouri, ambas em Saint Louis, nos Estados Unidos, integra o grupo de pesquisas norte-americano que busca explorar a Teoria das Inteligências Múltiplas. Desenvolvida no início da década de 1980 por Howard Gardner, professor da Universidade Harvard,  e um grupo de pesquisadores, a Teoria das Inteligências Múltiplas viria a revolucionar o campo da psicologia e de psicopedagogia. Apresentada no livro “Estruturas da Mente: A Teoria das Inteligências Múltiplas” de 1983, a proposta defende a existência de oito inteligências a partir de determinados critérios (veja no infográfico abaixo)Hoerr, integra o grupo de Gardner e pesquisa o assunto desde a década de 80, já escreveu diversos livros e artigos na área, como a obra Becoming a Multiple Inteligence School (“Tornando-se uma Escola de Múltiplas Inteligências”, em tradução livre), publicada no ano 2000.

Segundo a teoria, toda pessoa tem um pouco de cada inteligência existente, mas a força com que cada uma se apresenta varia. Um músico, por exemplo, provavelmente tem a inteligência musical mais aflorada do que um atleta profissional, que por sua vez deve ter maior domínio da inteligência corporal cinestésica do que das demais.

As implicações da teoria, principalmente para o campo da educação, foram enormes, levando à criação de uma rede de pesquisadores ao redor do mundo que busca respostas sobre como aprendemos e como podemos aprender de maneiras diferentes.

A Revista Nós conversou com o professor Thomas R. Hoerr sobre a teoria e traz um pouco de sua visão sobre educação e inteligência e, tendo em vista a reforma do Ensino Médio brasileiro recentemente aprovada, sua opinião sobre disciplinas eletivas.

 

Quantas inteligências podem ser encontradas em uma única pessoa?

Todos nós temos um pouco de cada inteligência. Isto é, todas as oito inteligências são encontradas em nós. Logicamente, as forças relativas a cada uma das inteligências variam bastante.

Há uma quantidade enorme de artigos e testes para definir os tipos de inteligência das pessoas, baseados na Teoria das Inteligências Múltiplas. Como se descobre os tipos de inteligência mais e menos desenvolvidos?

Há mesmo muitos testes, como você apontou, e eu sei que o MIDAS [sigla de “Escalas de Avaliação do Desenvolvimento de Inteligências Múltiplas”, em tradução livre] de Shearer [Branton Shearer, neuropsicólogo dos Estados Unidos] vem sendo amplamente utilizado. Minha inclinação, no entanto, é determinar a força das inteligências por meio da observação. Quando são dadas escolhas, como as pessoas resolvem problemas? Como as pessoas gastam seu tempo livre? Nós tipicamente gostamos de fazer coisas em que nos sobressaímos, e nós somos mais suscetíveis a nos sobressair naquelas áreas em que nós somos mais fortes.

Quais foram as maiores contribuições dos estudos de Howard Gardner para a ciência e a educação?

Acredito que a Teoria das Inteligências Múltiplas de Howard Gardner nos fez ver a inteligência de forma mais ampla, além de uma nota que pode ser obtida em um teste feito a lápis. Isso pode ter implicações poderosas em como os educadores veem o potencial dos alunos e como eles diferenciam a instrução.

O que os governos podem absorver de sua teoria para melhorar a educação pública ao redor do mundo?

Nós deveríamos focar menos em testes padronizados, tanto para acessar o potencial e crescimento do aluno quanto para determinar o foco curricular. Além disso, crianças de todas as idades (e adultos) se beneficiam de experiências com as artes.

O que você pensa sobre disciplinas eletivas no Ensino Médio?

Há um conjunto básico de habilidades e entendimentos que todos os alunos precisam ter, isto é, os três R’s – reading, writing and arithmetic [leitura, escrita e aritmética]. Fora isso, acredito que dar escolha aos estudantes pode elevar sua motivação e performance.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: