TABU? NÃO PARA AS CRIANÇAS!

Por Nayara Santos

Pode parecer complicado explicar sobre diversidade para as crianças, mas é um assunto bem mais complicado para adultos, já que carregam ideologias repletas de preconceito. Diferente do que muitos acreditam, a escola tem um papel importante, porém não determinante para ensinar sobre. O papel da família é fundamental para a formação dos valores da criança. Infelizmente, com o tempo escasso, muitos pais deixam o assunto de lado ou querem ensinar conceitos. Especialistas não consideram esse o caminho mais adequado, pois o exemplo cotidiano é a melhor forma de conscientizar.

A educadora Ely Paschoalick, especialista em administração escolar e comportamento humano, afirma que a maioria das escolas não sabe como ensinar diversidade e que existem poucos educadores preparados, principalmente quando se trata de crianças deficientes. “A escola poderia contribuir muito mais se tivesse profissionais qualificados para atuar no aprendizado de todos e de cada um’’.

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Já o psicólogo Rodrigo Pereira D’Onofrio, mestre em psicologia clínica e especialista em tratamento e escolarização de crianças com transtornos globais de desenvolvimento, acredita que a diversidade deve ir além do campo das palavras. “Se um pai tem um diálogo de horas com o filho sobre diversidade e, no dia seguinte, no churrasco com os amigos, faz piada preconceituosa sobre gay, classe social ou racial, todo diálogo do dia anterior perde o sentido”. D’Onofrio diz que não existe momento para falar sobre diversidade às crianças, pois  ensinar vai além de conceitos, mas requer convivência, pois pais que aceitam os outros incentivam a tolerância.

A fotógrafa Aline Rezende diz que, além de dialogar com a filha de sete anos, procura ensinar com exemplos de respeito ao próximo. Segundo ela, Nina lida muito fácil com o que é tido como “diferente”. “Hoje em dia eu ouço ela ‘dar broncas’ nas pessoas que usam frases preconceituosas perto dela, sempre diz que cada pessoa tem seu jeitinho e que o importante é o amor”.

Anúncios